27 de abr de 2011

Mudança

     Segundo Newton, inércia é a tendência que os corpos apresentam de permanecer no seu estado de equilíbrio, em repouso ou em movimento retilíneo uniforme. Talvez seja por isso que é tão difícil mudarmos hábitos antigos.
     Espiritualmente falando (e dentro do meu entendimento, é claro) temos "companheiros" que, às vezes, não querem mudar. E com a nossa mudança, terão que se mexer! Deve ser por isso que viver com correção, fazer o que se deve, e não se entregar a nunhum tipo de vício seja tão difícil. É mais fácil não fazer nada, sair pra tomar uma cerveja com os amigos, comer doces e frituras e pizzas e sanduíches... mas qual será o comportamento que dá melhores frutos?
     Justamente por isso, comparo o processo de mudança a uma faxina geral. Antes da casa ficar em ordem, temos que por os móveis para fora, levantar as cadeiras, retirar os tapetes; para só então limpar e arrumar tudo, de maneira que a casa fique cheirosa e aconchegante. Todo esse processo requer tempo e esforço. O esforço pode variar de acordo com a quantidade de sujeira que tinha na casa, ou de acordo com a quantidade de sujeira que se consegue tirar dali...
     Levando em consideração essa minha teoria (que varia em nível de dificuldade de pessoa pra pessoa) cheguei à conclusão que uma mudança é mais bem sucedida se for apoiada por outras pessoas.     No caso de uma pessoa em tratamento de câncer, não ficar careca sozinha; no caso de alguém que está fazendo regime, que não se coma porcarias perto dela; no caso de alguém que decidiu fazer atividades físicas, fazer a dois é muito melhor!
     Contudo, eu não poderia deixar de falar sobre a importância da oração. Sendo espírita, acredito que o fato de voltar o pensamento para Deus vai trazer amigos para nos dar forças. Esses amigos vão nos ajudar, nos fazer companhia, tirar-nos da preguiça (meu mal...), dissuadir-nos da ideia de ficar na cama de manhã, ou ir ler os textos dos blogs de que gostamos numa hora imprópria! (você está fazendo isso agora, leitor?)
     Eu estou muito animada a começar uma mudança. E aí, já pensou no que você precisa ou gostaria de mudar?


                                           

6 comentários:

  1. Postagem mais do que perfeita. Tenho escrito muito sobre isso lá no blog pois compartilho da mesmíssima opinião. Estou no momento tentando ajudar e dar foças para duas pessoas queridas mudarem e isso está me fazendo um bem danado, mas sempre deixo claro de que no final, não serei eu o agente da mudança, essa decisão é da pessoa.

    ResponderExcluir
  2. Oi Eduardo,
    tenho lido seu blog sempre que posso... Vou dedicar uma oração para te ajudar a ajudar! Você pode não ser o agente da mudança, mas com certeza deve se sentir bem quando ver seu trabalho dando frutos (acho que já comentei isso no seu blog. Se não, ta falado...hahaha)
    Grande abraço, e muita força!

    ResponderExcluir
  3. Mudanças sempre são necessários e infeliz daquele que tem medo de mudar...
    Mas confesso que elas dão um friozinho na barriga, sempre!!!
    Abraços, Catinha

    ResponderExcluir
  4. Com certeza, Malu...
    Nossa, minha madrinha me chama assim.... que carinhoso....obrigada!

    ResponderExcluir
  5. Olá querida !!!

    Adorei sua postagem !!
    Mudanças são sempre difíceis, pois requerem força de vontade e até disciplina, e é muito mais fácil se acomodar com a segurança que temos, do que mudar, mas estes tipo de atitude é inevitável se queremos crescer, melhorar e aprender !
    Concordo contigo que quando não estamos sozinhos neste processo, tudo fica um pouco mais suave e até podemos ter uma motivação a mais, mas temos que ter consciência de que se for o melhor para nós, devemos seguir firmes, mesmo que sozinhos e não desanimar com os desafios do caminho !
    Mudanças são sempre um passo a frente, portanto, bem vindas :)
    Arrasou !
    beijos e bom fim de semana !

    ResponderExcluir
  6. Oi Sam!!
    Que bom que você passou por aqui!
    A disciplina é um problema, sabe...
    É pra frente que se anda!
    BJO e bom fds pra você também!

    ResponderExcluir

Gostaria de saber o que você achou deste texto. Sua opinião é muito importante!
Se puder, se identifique!