15 de mar de 2011

As Namoradas Mineiras

Uma namorada em cada município,
os municípios mineiros são duzentos e quinze,
mas o verdadeiro amor onde se esconderá:
em Varginha, Espinosa ou Caratinga?



Enquanto na Capital um homem indiferente,
frio, desdobrando mapas sobre a mesa,
põe o amor escrevendo no mimeógrafo
a mesma carta para todas as namoradas.

No Oeste, na Mata, no Triângulo,
no Norte de Minas há saudades e ais.
Suspiros sobem do Vale do Rio Doce
e o Rio São Francisco trança mágoas.


Para Teófilo Otoni o beijo vai por via aérea,
os carinhos do sul pulam sobre a Mantiqueira,
mas as melhores, mais doces namoradas
são as de Santo Antônio do Monte e Santa Rita.


Estradas de ferro distribuem a correspondência,
a esperança é verde como os telegramas,
uma carta para cada uma das namoradas
e o amor vence a divisão administrativa.


ANDRADE, Carlos Drummond. Brejo das almas. in: Reunião - 10 livros de poesia. 6ª ed. introdução de Antônio Houaiss. Rio de Janeiro: José Olympio. 1974. p. 37.
João Barcelos

0 comentários:

Postar um comentário

Gostaria de saber o que você achou deste texto. Sua opinião é muito importante!
Se puder, se identifique!