23 de nov de 2010

You gotta go there to come back

     Às vezes a gente fica pensando como teria sido tal ou qual situação, se tivéssemos agido de outra forma. Acho que esse tipo de pensamento acaba trazendo uma sensação de vazio e de incapacidade... sei lá.
     Chico já disse que "embora ninguém possa voltar atrás e fazer um novo começo, qualquer um pode começar agora e fazer um novo fim", mas esse começar agora é, pra mim, extremamente difícil.
     Certa vez um sábio - ainda vivo! - me disse que eu precisava tomar cuidado pois na minha vida tudo aconteceria muito rápido: quando as coisas começassem a dar certo e quando começassem a dar errado. Acho que é por isso que eu sinto as coisas assim: tudo de uma vez. Talvez, pelo mesmo motivo, eu seja uma pessoa de extremos.
     Penso que não se pode nunca parar de fazer. Fazer. Que palavra linda! E eu sempre faço, sentindo. Sentir: palavra que complementa aquela.
     É isso. Você tem que ir até lá para poder voltar.



0 comentários:

Postar um comentário

Gostaria de saber o que você achou deste texto. Sua opinião é muito importante!
Se puder, se identifique!